Explosão adiada...

Posted by Uma Coral chamada Petra on quarta-feira, 2 de dezembro de 2009


Antigamente era tão fácil escrever para ti. Nos dias de hoje, parece que as palavras me ficam presas nos dedos e não conseguem saltar para o teclado, ou da caneta para o papel.
Sei bem que tenho palavras atropeladas umas pelas outras no meu cérebro. Tenho-as presas na garganta e aglomeradas nos dedos. Sinto-as amontoadas e cada vez mais apertadas. Estão em grupo e multiplicam-se todos os dias.

Por isso sei, que mais dia, menos dia, elas vão sair...letra por letra, aos pares ou em grupo.
Sinceramente, no meu íntimo, acho que tenho evitado escrever para ti, porque também sei, que quando esse dia chegar as palavras vão sair em forma de explosão. E tu também sabes, que uma explosão raramente traz coisas boas...sobretudo se o que pode ir pelos ares é algo associado a "sentimentos".

5 comentários:

Pétala disse...

Queeee maraviiiiiiiiiiiiilhaaaaaaaaa de textoooo!!! Minha cara, você escreveu tudo o que eu gostaria de escrever hoje, mas não pude. porque também explodiria, e acabaria não saindo boa coisa, rsrsrs.

Beijos e pétalas.

katie. disse...

Como eu te percebo... Tenho tantas palavras entaladas!

Sonhadoremfulltime disse...

Amor e sentimento andam constantemente de mãos dadas.
Um texto harmonioso. Uma excelente alegoria do que é o amor entre pessoas que se amam.
No entanto, denoto que existem medos e inseguranças.
Será um receio mútuo?
Que mudou do antigamente… O que se perdeu nos vossos corações para que ambos já não assistam ao dançar das ondas e não possam sentir o que é o amor? Porque findou a noite que já não te permite amanhecer junto dele?
Espero que esse dia surja e que a explosão seja ardente de amor.


Beijo

Miguel Ferreira disse...

Quem não sentiu já o que sentes? Quem não se sentiu já sufocado por tanta coisa qque temos por dizer e nada sai porque têm de ser as palavras certas no momento exacto... Senão tudo parecerá minusculo ao lado do que sentimos bem dentro do peito...

Canaliza essas palavras e essa ansiedade para dizeres algo bom a todos...
Não fales só para 1 porque são milheres os que te ouvem...

Beijos

Rafaela Miranda disse...

Eu não espero a melhor oportunidade para falar, para dizer o que sinto, para expressar o que me vai cá dentro... Eu simplesmente digo! Falo! Grito! Sinto um alívio... Depois penso - "ups! Falei outra vez sem pensar... Mas pelo menos não deixei nada cá dentro, não menti, não omiti. Disse tudo que tinha para dizer naquele momento". Só desta forma é que consigo não ter palavras atropeladas na minha cabeça, só desta forma consigo não estar sempre a pensar "no deveria ter dito, quando irei dizer e no devou ou não devo dizer). Parabéns pelo blog e pelos textos... Só uma sugestão: use todas as suas forças e energias para dizer tudo que pensa a quem merece (mas não quer) ouvir.