Não me digas a mim…nem digas aos outros.

Posted by Uma Coral chamada Petra on sábado, 27 de dezembro de 2008


Não digas nem mais uma vez que seja, que grande parte das pessoas deveria ser igual a mim. Não repitas que sou daquelas pessoas para quem é impossível não olhar duas vezes.

Não me digas que tenho um sorriso único.

Estás sempre a dizer que me reconheces qualidades, que sou uma amiga genuína, que tenho a garra necessária para lutar em quase todas as frentes, que tenho ideias brilhantes ou que sou um ser humano muito especial, um ser humano como poucos.
Não me digas a mim…nem digas aos outros.

Eu sei o que sou e quem sou.
Não me digas que te lembras de mim, não digas aos outros que gostas de mim, que não esqueces o brilho dos meus olhos, os tais que costumavas dizer que iluminam tudo e todos os que me rodeiam. Costumavas dizer e eu gostava…mas agora não o digas mais.
Não digas nem mais uma vez que seja, que grande parte das pessoas deveria ser igual a mim. De tantas vezes que o dizes só te falta dizer que também gostavas que ela fosse igual a mim…
De tantas vezes que o dizes aos outros, como não há duas pessoas iguais… já não admira que eles digam que gostavas que ela fosse igual a mim…e que como não há duas pessoas iguais, se gostavas que ela fosse como eu é porque me queres a mim.

Isto nao sou eu que digo…são os outros.
Percebes agora porque te peço que não fales em mim…?

6 comentários:

c disse...

adoro este texto, parabéns

Uma Coral chamada Petra disse...

Obrigada minha querida ;) beijinhos

Anónimo disse...

até eu gostava de ser como tu...com todos os pontos e todas as virgulas ,,, está fantástico...pianegonda.

Uma Coral chamada Petra disse...

Obrigada amiga !! Descobriste-me ...Obrigada pela visita e pelo comentario. Gostei muito. beijinhos

Anónimo disse...

Oi petra

" sorriso único. "
" que não esqueces o brilho dos meus olhos "

Gostei…
Cada vez mais apaixonado pela tua escrita...


beijokas


MJB-MX

Naja disse...

E se um dia estivesses na cama com ele, fizessem amor e ele te dissesse:

- achas que não é amor o que eu sinto por ti? Se não fosse jamais estaria aqui.

e menos de 12 horas depois te dissesse:

- amo-te! um amor de irmãos. Gosto de ti como das minhas irmãs.

bjs

(tenho cá para mim que te conheço... hum... façamos de conta que estou enganada!)