5 anos...

Posted by Uma Coral chamada Petra on sábado, 16 de janeiro de 2010

Foto: Clicio Barroso


Será possível que este dia me traga ainda uma nostalgia cortante? Possivel é...agora só falta é saber porquê.

( Fariamos hoje 5 anos... se estivessemos juntos.)

7 comentários:

Sonhadoremfulltime disse...

Sim, é possível.
Sabes que não é difícil deixar entrar alguém no nosso coração.

O que é difícil é deixar alguém sair.


Beijo

katie. disse...

É como diz o Sonhador... Não podemos abrir o coração e expulsar quem lá está... Mas cada dia é um bocadinho menos, mesmo que não te apercebas... Cliché, eu sei, mas é verdade :)

Pétala disse...

Eu faria sete nesse ano. É difícil, é sempre difícil...

Beijos e pétalas.

Miguel disse...

Fez o ano passado dois anos que conheci a razão de quase tudo o que escrevo hoje em dia, a razão de ter continuado com o meu blogue e de ter criado ainda outros dois. Dois anos não são seguramente cinco, mas a cada ano que passa sobre cada data especial marcada a ferros na minha memória é sempre essa saudade, essa dor que me fere o coração. Hoje, essa dor é como uma nostalgia que, não apenas suporto como a procuro com medo de me esquecer de algo que foi tão importante, tão marcante em minha vida. Daqui por três anos, quatro, cinco, não sei como será e confesso: tenho medo. De ter esquecido, de ainda ter no coração essa cicatriz que sangra de um sangue que não se vê no corpo mas na alma. A verdade é que não sei se quero esquecer... da pessoa, mas tão pouco dos sentimentos que ficaram pelo caminho, dos beijos, dos abraços, de um simples toque de mãos. Desculpa a intromissão, mas revi-me em tantas palavras e sentimentos... Parabéns pelo blogue e felicidades.

EU SOU EU disse...

Dizem que o tempo tudo cura...mas para mim isso é mentira... O verdadeiro AMOR quando nasce...fica para sempre... podem passar 5 ou 10 anos... e para sempre te vais lembrar desse amor... e na data que te fez sofrer...ao deixar-te terás sempre a nostalgia de momentos felizes...que se poderiam repetir... o meu conselho... Não procures arranjar maneiras de esquecer esse amor...procura sim uma maneira de viveres a tua vida...sabendo que um dia amastes alguém...

Anónimo disse...

Claro que é possível, há marcas que ficam para sempre. Temos de aprender a viver com as cicatrizes, elas contam a nossa historia. Um dia hás-de olhar para elas e sentir-te orgulhosa de lhes teres sobrevivido e te teres levantado de novo. Identifico-me muito com o teu blog, estou a passar por uma situação muito semelhante e sei o quão difícil é de ultrapassar... mas estou a tentar

Berdades disse...

Para mim o 16 de Janeiro é o mais importante da minha vida, aliás, da minha existência!
Coincidências da vida!